Pular para o conteúdo principal

Outlook - Você usa essa ferramenta ao máximo?

Antigamente os produtos e serviços fornecidos eram únicos e não havia uma diferenciação muito grande entre eles. As pessoas vendiam para quem queriam comprar. Mas o consumidor começou a ficar mais antenado e pesquisar mais.

Então as ferramentas, empresas e aqueles que forneciam algum tipo de serviço tiveram que se desdobrar para inovar e chamar a atenção do seu público alvo. O mesmo aconteceu com os e-mails.
O primeiro a ser criado da maneira que conhecemos foi o Hotmail. Era gratuito e não precisava de um computador em casa para utilizá-lo. Qualquer pessoa em qualquer parte do mundo poderia criar uma conta.


O programa bombou. Depois disso os usuários aumentavam cada vez mais. Todo mundo tinha um e-mail Hotmail. O seu inventor, Sabeer Bhatia ofereceu a empresa para a Microsoft , que se recusou a comprá-lo. Afinal achavam que nada os impediam de criar uma nova rede de e-mails que esmagasse a inventada por ele.

Ao descobrir a quantidade de usuários já cadastrados no Hotmail a Microsoft começou a se interessar em negociar com Bhatia. Após firmarem a venda da Hotmail o e-mail passou a pertencer a empresa.
Desde lá muitas mudanças ocorreram. O antigo MSN deu lugar ao Skype, ferramenta de chat e videoconferência que é gratuito e está disponível à todos os usuários.

Uniram o Outlook e Hotmail, tornando-o um só e-mail. Ambos disponibilizam agenda, calendário, personalização de layout e muito mais.

É possível deixar seu e-mail do jeito que quiser. Criar pastas e subpastas, direcionando automaticamente os e-mails para elas. Assim sua caixa de entrada fica muito mais organizada.
Além do mais, a Outlook tem uma ótima ferrramenta contra SPAM, conseguindo filtrar quase 90% deles, que são excluídos automaticamente.


Para saber como consigo ter acesso ao outlook e informações completas do e-mail. Acesse o link.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Efeitos colaterais do Minoxidil - São perigosos? Veja as reações adversas do tratamento

Infelizmente o suficiente, a perda de cabelo é, sem dúvida, um problema comum em muitas pessoas, tanto homens e mulheres. No entanto, com o avanço da ciência, tecnologia e investigação, os cientistas foram capazes de identificar e sintetizar substâncias que firmemente benefício a prevenção de perda de cabelo. Estes eficaz da perda de cabelo curas têm, contudo, alguns efeitos graves. As duas comumente usados ingredientes em diferentes produtos do crescimento do cabelo são a Finasterida e o Minoxidil.

Propecia ou Finasteride como é conhecido, existe desde 1997. A substância é conhecida a bloquear a conversão de testosterona em andrógeno, que normalmente é responsável pela perda de cabelo. No entanto, ele também é capaz de efeitos colaterais desagradáveis.

Propecia não é realmente uma cura da perda de cabelo. Ele funciona enquanto você está tomando e uma vez que você parar a queda do cabelo vai voltar, muitas vezes, a uma taxa maior do que a primeira experiência.


Além disso, alguns dos e…

Minoxidil - Como tomar e para que serve? Faz crescer a barba e cabelo mesmo?

O minoxidil normalmente vem com as instruções para pacientes. É importante que você leia atentamente as instruções. Minoxidil para barba funciona mesmo porque funciona muito por conta da substância que age diretamente no folículo.

É muito importante que você use este medicamento somente como dirigido. Não use mais do mesmo e não usá-lo mais frequentemente do que o seu médico receitou. Para fazer isso pode aumentar a chance de ele ser absorvido através da pele. Pela mesma razão, não se aplicam minoxidil para outras partes do seu corpo. Absorção no organismo pode afetar o coração e os vasos sanguíneos e causar efeitos indesejados.


Não utilize qualquer outro produto de pele na mesma área da pele em que você usar o minoxidil. Coloração do cabelo, cabelos permanentes, e o cabelo relaxantes podem ser usados durante o minoxidil terapia enquanto o couro cabeludo é lavado antes de aplicar a coloração do cabelo, permanente ou relaxante. Minoxidil não deve ser usado 24 horas antes e após o trata…

Número de refugiados ao redor do mundo e informações

De acordo com a Convenção das Nações Unidas para os refugiados de 1951, a diferença entre refugiados e requerentes de asilo é clara. Um requerente de asilo deixou o seu país e procura proteção contra a perseguição. Um refugiado já recebeu essa proteção. Os refugiados têm direito à proteção internacional enquanto procuram asilo é um direito humano, o que significa que todos devem ser autorizados a entrar noutro país para pedir asilo. As pessoas deslocadas internamente (deslocados internos) estão essencialmente em fuga no seu próprio país: os refugiados que não foram capazes nem dispostos a atravessar uma fronteira internacional. No que se refere aos migrantes, as definições são muito mais imprecisas. Alguns presumem que um migrante está em movimento para procurar uma vida melhor. Mas se essa pessoa está deixando a penúria e a fome de uma fazenda no Sahel para sobreviver, eles são migrantes ou refugiados? A Organização Internacional para as Migrações (OIM), portanto, define um migrante…